segunda-feira, 20 de julho de 2009

ESTUDOS EM PROVÉRBIOS - AS CONTENDAS

Introdução
Segundo o dicionário da língua portuguesa contenda significa contenção, altercação, briga, combate, questão, demanda. Por sua vez, contender significa ter contenda com alguém, brigar, discutir, disputar, altercar, rivalizar, demandar.
Em toda a Bíblia encontramos conselhos para que não entremos em contendas, em disputas, principalmente contra nossos irmãos em Cristo. Paulo exortou os crentes de Éfeso a lutarem contra as potestades do mal e não entre si (Ef 6.12). Quando lemos o livro de Provérbios, encontramos lições preciosas sobre a natureza das contendas, suas causas e o perigo de nos tornarmos contenciosos. Que este breve estudo sirva de alerta para todos nós. A Versão utilizada é a Revista e Corrigida, porém, recorremos também à Versão Revista e Atualizada para melhor compreensão de alguns versículos. Sendo assim o número de versículos encontrados em ambas as versões pode ser maior do que o apresentado abaixo.

1. VERSÍCULOS
3.30 – “Não contendas (pleiteies) com alguém sem razão, se te não tem feito mal”. Diz respeito à defesa dos seus direitos, por exemplo, um troco errado.
6.14 – “Perversidade há no seu coração; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas” (o homem vicioso - 6.12).
6.19 – “Testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.”- Para entender melhor, devemos ler a partir do versículo 16.
7.11 – “Esta era alvoroçadora, e contenciosa; não paravam em casa os seus pés” (a mulher prostituta)
10.12 – “O ódio excita contendas, mas o amor cobre as transgressões.”
13.10 – “Da soberba só provem a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria”.
15.18 – “O homem iracundo suscita contendas, mas o longânime apaziguará a luta”.
16.28 – “O homem perverso levanta a contenda, e o difamador separa os maiores amigos”.
17.1 – “Melhor é o bocado seco, e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de vítimas, com contenda”. Na versão atualizada no lugar de “a casa cheia de vítimas” temos “a casa farta de carnes”.
17.14 – “Como o saltar as águas, é o princípio da contenda; deixa por isso a porfia, antes que sejas envolvido”.
17.19 – “O que ama a contenda ama a transgressão; o que alça a sua porta busca a ruína”.
18.6 – “Os lábios do tolo entram na contenda, e a sua boca brada por açoites”.
18.19 – “O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte, as contendas são como ferrolhos dum palácio”.
20.3 – “Honroso é para o homem o desviar-se de contendas, mas todo insensato se mete em rixas” – Versão Revista e Atualizada
22.10 – “Lança fora o escarnecedor e se irá a contenda; e cessará a questão e a vergonha”.
26.20 – “Sem lenha o fogo se apagará; e não havendo maldizente, cessará a contenda.”
26.21 – “Como o carvão é para o borralho (brasa), e a lenha para o fogo, assim é o homem contencioso para acender rixas.”
28.25 – “O cobiçoso levanta a contenda, mas o que confia no Senhor prosperará”. Versão Revista e Atualizada
29.22 – “O homem iracundo levanta contendas, e o furioso multiplica as transgressões”.
30.33 – “Porque o espremer do leite produz manteiga, e o espremer do nariz produz sangue, e o espremer da ira produz contenda”.
2. REFLEXÃO
Que tipos de pessoas estão envolvidos em contendas?
Será que o cristão verdadeiro pode ser contencioso?
Quais são, portanto, as causas das contendas? Veja Pv10.12; Pv 13.10; Pv 15.18; II Tm 2.23; Tg 4.1
Quais são os frutos das contendas? Veja Lv 24.10,11; Hc 1.3,4;Gl 5.15
As contendas sempre serão reprovadas. Veja I Co 1.11; 3.3; 11.17,18

Um comentário: